Fagor Automation e IK4-TEKNIKER apresentam um inovador banco de provas de calibração nanométrica

  • Trata-se de um projeto de relevância internacional que, por suas características de extrema precisão, possibilitará a cooperativa basca conhecer o comportamento de seus produtos e aperfeiçoá-los
  • A iniciativa se tornou possível graças à colaboração e ao apoio financeiro da Prefeitura de Guipúzcoa, que nos últimos dois anos apoiou mais de 120 projetos de P&D
  • O banco de provas foi inaugurado hoje durante uma visita realizada às instalações da entidade de pesquisas na qual estavam presentes as três partes interessadas

O centro tecnológico IK4-TEKNIKER e a Fagor Automation-Aotek, especializada na fabricação de sistemas para a automatização e controle de máquinas, apresentaram nesta manhã, junto com a Prefeitura de Guipúzcoa, um novo projeto que reforça a aposta conjunta pelo desenvolvimento de tecnologias de ponta em sistemas de medição e calibração nanométrica.

De concreto, a empresa e o centro tecnológico desenvolveram uma bancada linear de ultra precisão que permitirá a cooperativa basca testar e levar ao estado da arte o comportamento de seus transdutores de posição linear.

Deste modo, espera-se que este desenvolvimento possibilite avançar até a otimização o funcionamento de diversas máquinas industriais, como centros de usinagem e tornos de produção de alto rendimento.

A apresentação foi realizada durante a visita às instalações que o Centro Tecnológico possui em Eibar, e contou com a presença da Secretária de Desenvolvimento Econômico, Meio Rural e Equilíbrio Territorial, Ainhoa Aizpuru, bem como do diretor geral da Fagor Automation-Aotek, José Pérez Berdud, e do vice-diretor general da IK4-TEKNIKER, Luis G. Uriarte.

Ao final da visita, a Secretária Geral, Ainhoa Aizpuru, avaliou que o projeto apresentado, além de pressupor “um avanço tecnológico de primeiro nível” que permitirá aos produtos da Fagor Automation “ganhar em competitividade e em excelência em mercados de elevados requisitos”, é um “claro exemplo” da parceria entre empresa e centro tecnológico.

Nas palavras de Aizpuru, “a geração e a transferência de conhecimentos avançados para as nossas empresas é um elemento fundamental para manter a competitividade da indústria. A Prefeitura fixou como objetivo posicionar Guipúzcoa como uma região líder em termos de P&D no âmbito europeu e, nesta linha, devemos apoiar e intensificar a parceria entre nossas empresas e nossos centros de tecnologia”.

Conforme detalhou, no estabelecimento do Plano de Reativação Econômica, a Prefeitura apoiou 124 projetos de P&D nestes últimos dois anos – 55 projetos em 2016 e 69 neste último exercício de 2017 –, mediante a alocação total de 8.841.620 euros em 2016 e 2017, por meio do programa de apoio da Rede de Ciência, Tecnologia e Inovação. Um total de 66 centros, faculdades e entidades universitárias de P&D participaram nestes projetos, focados principalmente nas áreas de fabricação avançada, energia e biociências/saúde.

Um sistema ultra preciso de relevância internacional

Durante o ato, o centro tecnológico e a Fagor Automation-Aotek apresentaram aos representantes da Prefeitura os resultados do projeto, que culminou com o desenvolvimento de um banco de provas altamente inovador e de grande importância no âmbito internacional em razão de suas características de ultra precisão, cujo desenvolvimento foi possível graças ao incentivo e apoio financeiro da Prefeitura de Guipúzcoa.

A IK4-TEKNIKER, como especialista em engenharia de precisão e metrologia, projetou e fabricou este banco de provas, que permite calibrar os sistemas de medição lineares em diferentes condições de desalinhamento.

A bancada linear de ultra precisão foi projetada para poder trabalhar com toda a linha de produtos de medição linear da Fagor. O comprimento de calibração que a bancada proporciona chega aos 3200 mm. Seu aspecto mais singular consiste na medição interferométrica do deslocamento no vácuo e livre de erros da Abbe, características que conferem à bancada uma precisão de medida sem precedentes para este setor, inferior a 10 nm/m.

A experiência e o know-how da cooperativa basca a converteram na primeira e única empresa espanhola capaz de produzir estes tipos de transdutores de posição de uma forma integral, uma vez que a Fagor Automation dispõe de tecnologias próprias nos quatro campos que intervêm na sua produção, que são: a mecânica, a óptica, a eletrônica e o software.

Com este novo projeto, a cooperativa poderá pesquisar os parâmetros de funcionamento e de projeto dos transdutores de posição para se aprofundar no desenvolvimento de novos modelos de maior precisão.

Este projeto constitui uma nova demonstração da parceria que o centro de pesquisas basco mantém com a Prefeitura de Guipúzcoa e com a Fagor Automation-Aotek para o desenvolvimento de elementos que aperfeiçoam a precisão dos produtos que fabrica.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *